Sindseg SC

Primeiro dia no novo emprego

Pode parecer futilidade, mas a primeira impressão ainda é muito importante. E, se não é definitiva, acaba servindo por um longo tempo como referência, orientando o juízo que farão de você. Não adianta apenas ser um craque. Por mais respeitado que seja, um profissional em um novo ambiente precisa contar com simpatia, boa vontade ? e por que não - cumplicidade dos novos colegas. É o que faz a diferença para que seus primeiros dias no novo trabalho tornem-se muito mais amenos do que se você entrasse a mil por hora, querendo logo mostrar a que veio. Se a primeira impressão é importante no que concerne à aparência, torna-se fundamental no que se refere ao seu comportamento nos primeiros dias de trabalho em uma nova empresa ou cargo. Afinal, nesse momento se estabelecem novas relações de poder, amizade e negócios que serão a base para o bom trânsito(ou não) nessa nova fase da carreira.

A chegada

Deve ser discreta. Suavidade é a palavra-chave. E serve tanto para a forma de se vestir quanto para a atitude e o discurso. É inútil tentar impressionar logo de cara. Lembre-se de que, como novidade, você estará na berlinda: seus gestos, roupas e palavras serão meticulosamente observados e comentados (e muitas vezes aumentados).

O passado

Ficou para trás. Por mais brilhante que tenha sido, evite referências ao antigo emprego, à ex-empresa e sua política, a ex-colegas etc. Ninguém está realmente interessado ? e é preciso mostrar que você sabe pensar adiante, certo? Nem pense em falar mal de ex-colegas, ex-empresa etc, por mais injustiças públicas que tenha sofrido. Trinque os dentes e "bola pra frente".

O presente

Se você está ali é porque tem conhecimento e capacidade. Mas não precisa mostrar de cara que conhece melhor os meandros e projetos da empresa do que os demais funcionários que trabalham há anos. Ao menos no começo, procure não exibir toda a sua bagagem, para não ferir suscetibilidades. Se já conhece diretores ou outros membros do alto escalão, referir-se a eles pelo apelido ou com intimidade pode chocar seus colegas. Além de ser de mau gosto, não há a menor necessidade de despertar ciúmes prematuros.

O seu espaço

Certifique-se de que não está invadindo a mesa, as gavetas ou a sala alheia. Muitas vezes, para acomodar você, antes de providenciar instalações definitivas, é possível que lhe seja delegada uma mesa ou a sala de alguém em férias ou que freqüente a empresa periodicamente. É bom se informar, para não criar antipatias gratuitas. Certo: estes casos são exceções. Ainda assim, evite chegar já alocando o seu kit escritório: porta-retratos, vasinhos, pesos de papel, amuletos... Justamente por fazer parte da sua vida, esses objetos são uma demarcação de espaço e devem esperar um pouco até serem acomodados. Assim você também não se expõe tanto, nos primeiros dias.

Do seu jeito

É claro que você tem seu estilo, mas deve afirmá-lo aos poucos. No início, não cause choques estéticos ou filosóficos. Evite radicalizar e frases de excesso de "eus", como "Eu sempre faço assim", "Eu acho que...", "Eu sempre digo que...", ou mesmo "Eu quero todo o dossiê o quanto antes...". É infinitamente mais simpático dizer: "Como costuma ser feito...?", "Qual é a estratégia usada nesses casos...?", "Como é que vocês estão conduzindo...?", "Coloquem-me a par...", "Quando for possível, gostaria de saber mais sobre..."

Fofoca

Nem sempre mostrar o quanto você está por dentro dando uma de colunista social. Por mais que o assunto seja palpitante, não comente, não pergunte, nem emita juízos. Você ainda não sabe quem é quem na empresa, de que lado estão as lealdades e onde está pisando. Aliás a fofoca, é sempre um terreno delicadíssimo, não importa há quanto tempo se trabalhe no lugar.

Vá com calma

Principalmente no que se refere a opiniões. E mais ainda se você está em um cargo de chefia, onde elas têm um peso maior e devem ser equilibradas. Tanto no que se refere à política da empresa quanto a times do coração, gurus, patrulhamento antifumo ou pró-naturalismo. Isso não quer dizer que você tenha de ficar permanentemente em cima do muro. Porém, como novo membro da turma, deixe para se manifestar no momento certo ou quando perguntarem a sua opinião. Aí, diga o que pensa sem se exaltar, sem tom de catequese, de preferência olhando seus interlocutores nos olhos e com humor. Transparência e espírito esportivo são qualidades altamente apreciadas, lembres-se disso. Nos primeiros dias, limite-se a ouvir muito e observar os hábitos dos novos colegas ? conhecê-los mesmo. Ao final da primeira semana, se quiser se enturmar, convide os mais próximos para um almoço ou happy hour, até com o pretexto de comemorar o momento e coisa e tal. É um gesto simpático, além de aproximar as pessoas justamente por se encontrarem fora do ambiente de trabalho.

Referências: Negócios, negócios, etiqueta faz parte; Claudia Matarazzo - Editora Melhoramentos Ltda (2003) São Paulo/SP

Login

Utilize seu e-mail e senha para fazer login e atualizar seu cadastro.